Pesquisas mostram que os ácidos graxos ômega-3, especialmente o DHA, são vitais antes, durante e após a gravidez ( 20 , 21 , 22 , 23 ). Quase todas as diretrizes oficiais recomendam DHA durante a gravidez e amamentação ( 24 , 25 , 26 , 27 ). Várias organizações internacionais e nacionais publicaram diretrizes para bebês e crianças, variando de 50-100 mg por dia de EPA combinada e DHA ( 8 , 26 ).

O ômega 3 é importante porque melhora o desenvolvimento da criança, tanto cognitivo quanto sensorial, atuando na capacidade de raciocinar e resolver problemas. Além disso, melhora a sensibilidade aos estímulos durante o desenvolvimento e é benéfico para o sistema cardiovascular da mãe.

Isso porque o ácido graxo poli-insaturado funciona como anti-inflamatório e antitrombótico, ainda mais essencial para o bom funcionamento do organismo feminino durante a gravidez, quando a mulher está mais propensa a problemas circulatórios e de pressão.

Estudos também revelaram que o uso da substância durante a gravidez resultou em gestações mais longas e tranquilas. Isso porque a gordura, também conhecida como ácido linolênico, atua na sustentação dos tecidos e na melhora do fluxo sanguíneo, ocasionando um efeito direto na qualidade da gestação e por consequência na saúde da mãe e do bebê.

Anúncios

Escrito por NutriçãoSadia & Dr. Vinícius Graton

Dr. Vinícius Graton é Nutricionista atuante na Nutrição Clínica & Nutrição Esportiva. Em Uberlândia/MG atende na Clínica Renova - Rua Bernardo Guimarães 417 - Bairro Fundinho. Contato (34) 3255-1237 ou 3231-8655. Para Assessoria Online envie WhatsApp (34)98407-3617