QUEIJOS SEM LACTOSE, LACFREE, PARA INTOLERANTES A LACTOSE

Quem tem intolerância à lactose não pode consumir nenhum tipo de queijo? Dependendo do caso, pode! E não me refiro apenas às versões LacFree, que recebem adição de enzima lactase e se tornam artificialmente sem lactose. Entenda melhor lendo o post completo.

Temos vários tipos de queijo, a diferença entre eles é que os queijos minas padrão e provolone são naturalmente isentos em lactose, pois no processo de maturação/cura a lactose é transformada em ácido lático por ação de microorganismos presentes no fermento lácteo.

Dessa forma eles são bem tolerados pela maioria do indivíduos com intolerância à lactose. O mesmo raciocínio se aplica a outros queijos que passam por processo de maturação como coalho, parmesão, gorgonzola, goudá, gruyere, estepe, camembert, entre outros.

Para ter ideia da quantidade de lactose dos queijos, uma dica é olhar na tabela de informação nutricional do rótulo do produto para saber qual é a quantidade de carboidratos por porção.

Sabendo que o carboidrato do leite é a lactose, se o queijo tiver 0g na porção é porque a quantidade de lactose também é zero, mesmo que não venha escrito “lacfree” ou “zero lactose”.

Os queijos que contém mais lactose são os queijos frescos, os quais não passam pelo período de maturação, como ricota, cottage, mussarela, minas frescal, etc.

Esses queijos, por terem menor teor de gordura, acabam sendo os mais consumidos por quem está buscando emagrecer. Para quem tem intolerância à lactose é importante levar isso em consideração e buscar as versões lacfree para esses queijos, caso caibam em sua dieta. Os queijos frescos, mesmo as opções lacfree, não serão 0g de carboidratos na porção, já que a adição da lactase apenas faz a conversão da lactose em 2 outros carboidratos, galactose e glicose, que são tolerados por quem tem intolerância a lactose.

Se você tem intolerância à lactose, antes de começar a comer todos esses queijos, deixo algumas considerações:

– Queijos maturados contêm apenas traços de lactose, mas tem alto teor de gordura e sódio, o que tem que ser considerado por quem está buscando emagrecer.
– Há diversos graus de intolerância à lactose, então antes converse com seu nutricionista ou médico para investigar seu caso para saber se você pode aplicar isso.
– Intolerância à lactose e alergia a proteína do leite são totalmente diferentes, portanto quem tem intolerância à proteína do leite continuará sofrendo os mesmos sintomas mesmo que consuma os queijos sem lactose, pois a proteína continua inalterada.